Não inventa

Categories Todas
6

Sala de estar. Interior. Dia.

Lúcia e Zé estão lendo no sofá. Ela, o jornal. Ele, um livro.

 

- Lúcia.

- Oi.

- Me fala uma coisa.

- Quê, amor?

- Qual a invenção mais importante pra você depois da roda?

- Depois da roda?

- É.

- Então, você acha mesmo a roda tão genial assim?

- …

- Zé?

- …

- Zé, eu te fiz uma pergunta.

- …

- Zé, to falando com você. Quer responder?

- Eu me recuso a continuar uma conversa com alguém que nega a importância da roda na história da humanidade.

- Você não acha o fax mais genial que a roda não? Todo mundo lá no escritório acha.

- Lúcia, na boa, vê aí o que tá passando de bom no cinema.

- Nooooooooossa, o fax dá de dez a zero na roda. Bota ela no chinelo. Aliás, o fax praticamente substitui a roda. Você não tem idéia o que é poder mandar uma petição pro fórum e não ter que pegar a Rebouças toda engarrafada.

- Eu tava a fim de ver o Exterminador do Futuro 4. Bóra?

- Imagina o seguinte: você tem 15 minutos pra protocolar uma petição. Se perder o prazo, fudeu. É o teu na reta. De que adianta ter quatro rodas nesse trânsito se essa merda não anda? O fax é tudo.

- Também queria ver o Star Trek. Parece bem bom. Que tal?

- Tá bom, sabe-tudo. Qual é a melhor invenção depois da roda então, bonitão?

- O ar condicionado, claro.

- Hahaha. Só se for lá naquele balneário de onde você vem. Aqui quem manda é o fax.

- Lúcia, não é só no Rio que o calor é insuportável. Você já foi em Itaperuna?

- Zé, olha bem pra minha cara e vê se eu tenho cara de quem vai a Itaperuna. Alías, o que que você foi fazer em Itaperuna?

- Jogar bola. Aquilo lá é uma sauna a céu aberto. É um bafo que você não acredita.

- É mesmo?

- Eu acho que o Diabo mora em Itaperuna.

- Sei.

- Se o Al Gore fosse a Itaperuna, ele largava esse lance de consertar o mundo.

- Zé Carlos, além de exagerado você é muito fresco, sabia? Aposto que você pagava mais caro pra andar naqueles ônibus com ar condicionado lá na tua cidade.

- Lúcia, você sabe muito bem que você só faltava derreter quando ia lá.

- Eu não sei de nada disso. O que eu sei é que você é um fresco.

- Então tá, Lúcia. Da próxima vez que a gente chegar em casa depois da praia, eu fico no ar e você vai passar um fax.

- Fresquinho.

- Dá pra parar de zoar um instante?

- Frescarini.

- Já vi que não dá pra conversar que nem gente normal com você.

- Fala aí, ô Frescarini Terra Branca.

- Tchau Lúcia. Eu to indo ao cinema sozinho.

- Não esquece de ligar pra lá e perguntar como tá temperatura na sala, tá frescutcho?

6 thoughts on “Não inventa

  1. AAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA
    ESSA CONVERSA EU TENHO CERTEEEEEZA QUE VOCÊS TIVERAM
    AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    EXCELENTE!!!!

  2. FLAVIO on

    Para com essa de que depois de uma discussão vêm outra.
    A melhor de todas as invenções, sem dúvida foi o seu blog.
    Há, frescarine !! Bola é melhor ! Não é o fax, ou pensando bem a roda..
    Boa, muito boa !

  3. Vero on

    Concordo com a “Lúcia”,

    a melhor invenção é o fax! Mas o que sería de nós no RJ sem ar condicionado?!

    Amei,
    Vero

  4. Quando alguém avisa aqui na empresa q vai passar um fax, geralmente vai fazer cocô.
    Porque quando vai passar fax mesmo, ninguém avisa!

  5. Tô com Engraçadinha. Ninguém anuncia que vai “passar fax”.

    Mas, eu ainda acredito num mundo aonde pessoas não mencionem mais “passar fax” como eufemismo pra cagar. Sério. hauhauhauhauha

    Acho brega demais. #prontofalei! =P

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>