Nem rezando

Categories Todas
4

Quarto. Interior. Noite.

 

- Ai Zé, eu to com um calor absurdo de novo. Não consigo dormir assim.

- Lúcia, tira essa blusa, né. Tá com calor e fica aí cheia de roupa, nunca vi.

Lúcia tira a blusa. Fica apenas de calcinha. Deita de bruços.

Zé se ajoelha na cama.

- Meu querido Senhor Jesus Cristo, eu queria agradecer de novo por esse corpão da minha mulher que o Senhor deu para mim. Eu sei que eu não rezo toda noite pra agradecer mas eu juro que vou passar a rezar agora. Se bem que ela tirou a roupa por causa do calor, então acho que eu tenho que rezar pra São Pedro também.

- Zé, pode tirar o cavalinho da chuva que a gente não vai transar.

- Transar? Quem falou em transar, Lúcia? Eu to aqui agradecendo ao Nosso Senhor Jesus Cristo pelo seu corpo e a São Pedro pela sua

semi-nudez e você só pensa em transar? Brincadeira, você. Se bem que olha essa calcinha…. meu Deus do Céu. Com todo perdão, Senhor, mas essa calcinha é coisa do demo. Só pode ser. Olha isso.

- Zé, para.

- Lúcia, agora eu tenho que agradecer a Jesus Cristo, a São Pedro e à Lúcifer.

- Zé Carlos, chega. Nunca vi judeu agradecer pra Jesus.

- Lúcia, já te falei sou um judeu completamente paraguaio. Nem os dez mandamentos eu sei direito.

- Não cobiçarás a mulher do próximo você sabe, né?

- Não começa. Olha, eu podia agradecer pra todos os Deuses e profetas por você ser gostosa desse jeito. Só falo de Jesus porque ele é o

mais popular de todos.

- popular…

- Claro. Ele é mais conhecido que o Pelé. E nem jogou na Copa de 70.

- Como você fala merda, Zé. Me deixa dormir.

- Como assim? Você acha que o Pelé é mais conhecido que Jesus?

- Até amanhã, Zé. Tchau.

Lúcia vira de lado e dá as costas pra Zé Carlos.

Zé fica olhando para o lado de fora pela janela.

- Eu odeio quando venho pra cama e perco o sono. Tava cochilando lá no sofá e agora, nada.

- Eu também odeio.

- Você também perdeu o sono quando veio pra cá?

- Não, eu também odeio quando você perde o sono.

- Tá ok, Maria Lúcia. Vou te deixar dormir então. Vou rezar baixinho.

- Você não sabe rezar.

- E você não sabe receber elogio! To aqui faz meia hora dizendo o quanto você é gostosa e você só reclama.

- Você só quer me comer, Zé. E hoje não vai ter.

- Ah, então é assim que a banda toca? Você que determina quando a cobra vai fumar ou vai ficar só na bituca?

- Zé, não enche e vê se dorme.

- Beleza, Lúcia. Vai dormir. Eu vou rezar é pra São Judas Tadeu, padroeiro das causas impossíveis. Nem elogiando, caramba!

 

 

 

4 thoughts on “Nem rezando

  1. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    EXCELENTE!!!

    PS. gosto de ser sempre a primeira a comentar!!
    ARRASOU GUI!!!
    Já estou ansiosa pro próximo e quero participação na filmagem hein??
    ahahaha bj

  2. Mt boa!! Principalmente a parte do “nem elogiando”:
    se não falar nada: “a gente não liga pra elas. não repara.”
    se falar alguma coisa: “pq? antes não tava bom!?”

    ahhahhahahahahahahahahhahahaha

    fazer o q, né!?

    [ ]s!
    P.S.: tu tá com pouco job aí hein?! :D

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>