Se cobrir, vira circo – Conclusão

0

Hospital Samaritano. Interior. Noite.

Mathias está na emergência desacordado com a cabeça enfaixada. Ao seu lado, estão Zé Carlos e o médico.

 

Zé: Doutor, por favor, fala a verdade. Ele vai ficar bem?

Médico: Acredito que sim. A pancada foi forte, mas por sorte não foi grave. Por via das dúvidas é melhor que ele passe a noite aqui.

Zé: Graças a Deus.

Médico: Ele deu muita sorte. Nem todos sobrevivem a uma pancada múltipla dessas.

Zé: Ele é um guerreiro.

Médico: Mas afinal, o que houve com ele?

Zé: Acredite, doutor. O senhor não quer saber.

5 horas atrás. Apartamento de Lúcia e Zé. Noite.

Zé: E aí? Ninguém quer mesmo azeitona preta? Tá uma delícia.

Lúcia: Eu não.

Zé: Vocês não sabem o trabalho que deu pra abrir esse vidro.

Tamara: Eu vou aceitar. Tá com uma cara ótima.

Mathias: Alguém quer mais cerveja?

Tamara: Hummm. Que delícia. Onde eu coloco o caroço?

Lúcia: Quer mesmo que eu diga?

Zé: No cinzeiro pode ser no cinzeiro a gente não fuma e ganhou esse cinzeiro por isso a gente usa pra colocar caroço de azeitona. Não é uma ótima ideia? Caroço de azeitona no cinzeiro de quem não fuma. Genial. Lúcia, vem aqui na cozinha um instantinho, por favor?

Lúcia: Pra quê? O cinzeiro tá aqui na sala.

Zé: Por fa-vor?

Zé e Lúcia entram na cozinha.

Zé abre a torneira e liga o microondas.

Zé: Lúcia, que que você tá fazendo? Perdeu o foco? A ideia não era juntar o Mathias com a Tamara?

Lúcia: Juntar? Eu vou juntar é a cara dessa vagabunda com o meu joelho esquerdo. É isso que eu vou fazer.

Zé: Lúcia, você queria se redimir com o Mathias, lembra? Essa é a razão disso tudo. Foca, Lúcia, foca!

Lúcia: Mathias? Quem é Mathias? Por que essa torneira tá aberta? E esse microondas ligado sem nada dentro? Tá maluco, Zé? Eu vou voltar pra sala. Tchau.

Lúcia volta para a sala e Zé vai logo atrás.

Mathias: Será que o pessoal tá chegando?

Tamara: Vem mais gente aí?

Mathias: Vai chegar um pessoal pra gente ver um vídeo.

Lúcia (batendo palmas): Um vídeo! É claro! O vídeo! Eu já ia esquecendo! Eu peguei um DVD pra gente ver.

Zé: Lúcia, não sei se eles querem ver um filme agora.

Lúcia: Só até o pessoal chegar. Aí eu e a Tá vamos pro quarto continuar nosso papo, não é Tá?

Tamara: Claro, por que não?

Mathias: Por mim, tudo bem. Só vou pegar outra cerveja. Qual é o filme?

Lúcia: Já tá dentro do DVD. É só dar play. Vai lá, Zé.

Zé: Espera o Mathias voltar. Qual é o filme, Lúcia?

Lúcia: Vocês vão ver.

Mathias: Pronto.

Zé dá play e o filme começa.

Tamara: Peraí. Eu conheço essa música.

Mathias: Eu também. Mas não ouço há tantos anos.

Filme: Eu vou, eu vou, pra casa agora eu vou. Parará-ti-bum, parará-ti-bum.

Zé: LÚCIA, ISSO É O QUE EU ESTOU PENSANDO?

Lúcia: Vocês não simplesmente adoram a Branca de Neve?

Zé: Lúcia, deixa de ser sem noção.

Lúcia: O meu anão favorito é o Dengoso. E o seu Tá, qual é?

Tamara, estática, apenas olha para a TV de boca aberta.

Mathias: Eu vou pegar outra cerveja.

Mathias entra na cozinha.

Lúcia: Zé, seu amigo vai acabar ficando bêbado. Não vai queimar a largada hein, barangueiro?

Zé: Lúcia, que isso? Ainda bem que ele não ouviu isso. Chega de

Lúcia: O seu favorito é o Zangado, Zé?

Zé: Eu não tenho anão preferido.

Ele desliga o DVD.

Lúcia: Talvez o anão preferido de vocês não seja nenhum desses.

Tamara: Já tá ficando meio tarde. Acho melhor eu ir embo

Lúcia: Nada disso, Darling. A noite tá só começando. Zé, serve mais vinho pra Tazinha.

Mathias: O pessoal tá demorando, hein.

Lúcia: Já sei! Tem uma brincadeira que vocês vão amar!

Zé: Lúcia, chega de jogos por hoje.

Lúcia: Deixa de ser estraga prazer. Vem todo mundo sentar aqui à mesa.

Os três ficam parados olhando pra ela.

Lúcia: UM.

Os três correm para a mesa.

Lúcia: Então, a brincadeira é o seguinte. Todo mundo aqui viu Bastardos Inglórios?

Os três se levantam.

Lúcia: Calma, gente. Não é brincadeira de machucar não. Pode sentar.

Zé: Ô Lúcia, que que é isso?

Lúcia: Pode sentar, gente. É sério. Prometo que ninguém vai se machucar.

Flashforward.

5 horas e meia no futuro. Quarto do hospital de Mathias, que segue desacordado.

Zé: Mathias, meu velho. Me perdoe. A culpa é minha. Nunca devia ter servido aquelas azeitonas.

Fim do Flashforward.

Os três já estão sentados novamente.

Lúcia: Então, é o seguinte. Cada um pega um post it e escreve o nome de uma pessoa. Qualquer pessoa. Pode ser famosa ou não. Aí você cola na testa de outra pessoa sem ela ver qual é. Aí ela tem que adivinhar fazendo perguntas de sim ou não.

Mathias: Que tipo de pergunta?

Lúcia: Sou mulher? Sou cantora? Coisas assim. Se a resposta for sim, você continua perguntando. Se for não, é a vez do próximo.

Tamara: A pessoa tem que tá viva?

Lúcia: Não, querida. Se quiser, ela pode estar morta, enterrada e fedendo.

Mathias: É só isso?

Zé: Também pode ser um personagem, tipo Drácula ou Hulk.

Lúcia, olhando para a Tamara: Ou Bruna Surfistinha.

Mathias: Mas aí não é personagem.

Lúcia, sem tirar os olhos da Tamara: Era pseudônimo.

Zé: Ok, gente. Cada um escreve o seu e cola no do lado.

Lúcia escreve o dela e fica observando os outros.

Zé escreve “Globeleza” e cola na testa do Mathias. Todos riem.

Mathias escreve “Bruxa do 71” e cola na testa da Lúcia. Todos riem também.

Tamara escreve “Brad Pitt”, dá um beijo no post it e cola com delicadeza na testa do Zé.

Ninguém ri.

Lúcia cola o dela com um tapão na testa da Tamara.

Tamara: Ai.

Lúcia: Doeu? Ai, desculpa.

Tamara leva a mão a cabeça para aplacar a dor. Quando tira a mão, os outros podem ver o que está escrito na testa dela: Nelson Ned.

Zé fica branco.

Mathias vira a cerveja.

Lúcia: E aí vamos começar?

Mathias: Posso começar? Eu sou homem?

Zé: Definitivamente, não.

Mathias: Vai começar?

Zé: Eu to falando sério. Não é. Dentro e fora da brincadeira.

Lúcia: Vai Zé, é você.

Zé: Eu sou homem?

Tamara: Muito.

Lúcia: A resposta é sim ou não. Atenha-se às regras.

Zé: Eu sou gringo?

Mathias: É.

Zé: Norte americano?

Lúcia. É, Zé. É.

Zé: Sou famoso?

Lúcia: Claro que é.  Se fosse americano e não fosse famoso, como a gente ia te conhecer?

Tamara: A resposta é sim.

Zé: Eu sou da política?

Mathias: Não.

Lúcia: Tamara, é você.

Mathias e Zé não conseguem olhar pra ela.

Tamara: Vocês me conhecem?

Lúcia: Bastante.

Tamara: Eu sou daqui do Brasil?

Lúcia: Sim.

Tamara: Eu estou viva?

Lúcia: Por enquanto, sim.

Tamara: Eu sou mulher?

Lúcia: Não. E eu, sou mulher?

Zé: É.

Lúcia: Eu sou uma personagem?

Mathias: É.

Tamara começa a massagear a testa, onde tomou o tapa da Lúcia.

Lúcia: Eu sou da televisão?

Mathias: É.

Zé fica com o olhar fixo no post it de Tamara enquanto ela massageia a testa.

Lúcia: De um seriado?

Mathias: É.

Tamara agora massageia com as duas mãos.

Lúcia: Da TV mexicana?

Mathias: Sim!

O cabelo de Tamara começa se enrolar no post it.

Lúcia: Eu faço maldades para quem me provoca?!

Mathias: Sim! Sim!

O post it se desprende da testa e fica preso no cabelo de Tamara, na altura dos seus olhos.

Lúcia: Eu sou a Bruxa do 71!

Tamara arranca o post it do cabelo.

Zé fica congelado.

Mathias começa a rezar.

Tamara: Você contou pra ela, seu cachorro.

Lúcia: Não fala assim com meu namorado.

Tamara: Ele não é seu namorado.

Lúcia: Namorido. Companheiro. Homem. AAAAHHH. Que saco, Zé. Olha a confusão que você faz.

Zé: Eu?

Tamara: Você vai se ver comigo, seu pilantra!

Lúcia: NÃO FALA ASSIM COM ELE NA MINHA CASA!

Tamara arremessa o pote de azeitona no Zé, mas Lúcia se joga na frente e dá um tapa no pote que voa na direção do Mathias, atingindo-o bem no meio do post it da Globeleza. Mathias bate com a cabeça na mesa, na cadeira e no chão, desmaiando.

Zé: MATHIAS!

Lúcia: Olha só o que você fez, sua depravada.

Zé: TÁ SANGRANDO! LÚCIA, CHAMA UMA AMBULÂNCIA!

Tamara: Eu não fico aqui nem mais um segundo.

Tamara sai e bate a porta e o interfone toca.

Lúcia atende: QUE É?

Porteiro: Boa noite, dona Lúcia.

Lúcia: AGORA NÃO DÁ, VALDIR.

Porteiro: É que o vizinho debaixo tá pedindo pra vocês pararem de fazer barulho. A senhora já pensou em comprar aqueles feltros para por nos pés das cadeiras?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>