Se cobrir, vira circo – Parte 6

0

Quarto. Interior. Noite.

 

Zé: Lúcia, vou te contar, pelamordeDeus, os dois já chegaram e você que inventou essa roubada toda fica aqui enrolando.

Lúcia: Sobe logo esse zíper, seu cachorro, que você vai ver quem vai ficar todo enrolado.

Zé: Por que essa agressividade toda agora?

Lúcia: Agora? Agora cachorro come periquita, é?

Zé: Você tava ouvindo atrás da porta? Que coisa feia, Lú.

Lúcia: Você tá muito perdido na minha mão, José Carlos. Escuta só o que eu to te dizendo. Cuidado aí, se arrebentar meu vestido, eu te mato.

Zé: Lúcia, não viaja. Eu só abri o vinho que ela trouxe. Ela que tava se jogando pra cima de mim.

Lúcia: Aquela vaca.

Zé: Eu te avisei que ia dar merda. Mas você não me ouve.

Lúcia: Merda? Merda vai dar é agora assim que eu sair desse quarto. Prendeu. Sobe de novo.

Zé: Lúcia, que que você vai fazer?

Lúcia: Até agora a Missão Anão de Jardim era de paz e amor. Vamos ter que passar para o Plano B.

Zé: Missão? Que Missão?

Lúcia: Vai subir esse zíper ou não vai?

Enquanto isso, na sala.

Tamara: Então você deve ser o Mathias.

Mathias: E você é a amiga da Lúcia?

Tamara: Mais ou menos isso.

Mathias: Como vocês são mais ou menos amigas? Vocês brigaram e tão fazendo as pazes?

Tamara: Hahaha. Não, não. A gente nunca se viu.

Mathias: Amigas de internet?

Tamara: Na verdade ex-namorada do Zé. Tamara. Prazer.

Mathias deixa as latas de cerveja caírem no chão.

Mathias: Tamara? A Tamara? A Tamara ex do Zé?

Tamara: Por que, ele já te falou de mim?

Flashback.

Zé e Mathias bebendo no bar.

Mathias (cuspindo cerveja): Com um anão?!

Fim do flashback.

Mathias: Não, não. Nunca. Imagina. Acho que ele falou de uma Talita. Cadê ele, por falar nisso?

Tamara: Foi lá dentro ajudar a Lúcia com o zíper. Você não quer provar a Periquita?

Mathias: O QUÊ?

Tamara: O vinho. Não quer uma taça?

Mathias: Ah, não. Obrigado. Vou ficar na cerveja mesmo. Quando assisto a jogo eu só bebo cerveja. Vou deixar essas aqui lá na geladeira. Volto já.

Mathias sai da sala.

Tamara: Hoje tem jogo?

Lúcia e Zé entram na sala.

Lúcia: Tamara, querida! Finalmente! Que prazer!

Tamara: Lúcia, darling! Tudo bem? Que lindo o apartamento!

Zé: Cadê o Mathias?

Tamara: Foi pra cozinha .

Zé sai da sala e entra na cozinha.

Zé: Fala, Mathias.

Mathias: E aí, cadê o pessoal?

Zé: Acabaram de ligar. Vão se atrasar um pouco mas tão chegando já.

Mathias: Tão chegando já ou tão chegando já já?

Zé: Qual é a diferença?

Mathias: Já já é quase agora. Já ainda leva um tempo.

Zé: Mas já já é o dobro de letras do que já. Como pode ser mais rápido se demora mais pra falar?

Mathias: Sei lá, meu. Não fui eu que inventei isso.

Zé: Bem, daqui a pouco eles tão aí.

Mathias: Mano, essa Tamara é A Tamara?

Zé: Shhhhh. Fala baixo, cara.

Mathias: É ela?

Zé: É.

Mathias: Véio, com um minuto ela já começou com um papo de provar da Periquita dela, véio. Que que é isso?

Zé: Foi mal. Ela é fissurada nesse lance de periquita. Por que você acha que eu terminei?

Mathias: Porque você não gosta de periquita?

Zé: Não, mané. Porque aquela periquita adorava sair voando por aí pra qualquer um. Até pra um tipo você.

Mathias: Sei. Mas mano, você pirou? Que que ela tá fazendo aqui?

Zé: Foi ideia da Lúcia. E você sabe muito bem como é quando ela bota uma ideia na cabeça.

Mathias: Se sei.

Zé: Já pegou sua cerveja? Vamos lá pra sala.

Mathias: Você não falou que elas iam ficar no quarto pra não atrapalhar o jogo?

Zé: É, mas o resto da galera ainda não chegou. Deixa de ser mal educado.

Zé e Mathias entram na sala.

Mathias: Oi, Lúcia. Tudo bom?

Lúcia: Zé, vem cá, senta aqui.Vamos mostrar pra Tá como você adora que eu aperte seus cravos.

Zé: Que isso, Lúcia? Bebeu?

Tamara: Tá vendo? Ele odeia.

Mathias: Meu, elas tão discutindo a gestão delas sobre você.

Lúcia: JOSÉ CARLOS, SENTA AQUI NESSE SOFÁ AGORA E DEITA ESSA CABEÇA NO MEU COLO.

Tamara e Mathias olham para Zé.

Zé fica estático.

Lúcia: UM.

Zé: Lúcia meu amor, acho que agora não é o melhor momento para iss

Lúcia: DOIS.

Zé: Depois que as visitas forem embor

Lúcia: DOIS E MEIO.

Zé: Eu prometo que

Lúcia: DOIS E SETENTA E CINCO.

Zé: Deixo você tirar quantos voc

Lúcia: VOCÊ NÃO VAI QUERER QUE EU CHEGUE AO TRÊS.

Zé obedece.

Mathias: Eu não to vendo isso.

Lúcia (enquanto aperta os cravos): Viu, Tá? É tudo uma questão de falar com jeito.

Tamara (se debruçando sobre o rosto de Zé): Olha esse aqui perto do nariz como tá preto!

Mathias: Eu acho que vou vomitar.

Tamara: Nunca consegui dobrá-lo a esse ponto.

Lúcia: Ah, mas dobrou bastante, não foi?

Tamara: Quê?

Lúcia: Ora, na sua profissão muitas vezes você tem que se colocar em situações não muito ortodoxas, se envolver com personagens meio bizarros e

Zé (se levanta rapidamente com o rosto todo vermelho): Quem quer mais vinho?

Lúcia: Zé, não terminei com você aqui.

Tamara: Eu aceito mais vinho, Lulutcho.

Lúcia aperta os olhos com ódio enquanto Zé serve mais uma taça para Tamara.

Mathias: Alguém quer cerveja?

Lúcia: Nossa Tá, que linda a sua unha. Que esmalte que é?

Tamara: Obrigada. É Atrevida com Havana.

Lúcia: Ah, e juntando uma com a outra dá Puta Cubana, né?

Mathias: É agora que esse circo vai pegar fogo.

Zé: Alguém quer uma azeitona preta?

A seguir: A conclusão

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>